Adestramento positivo

Por Guilherme Bueno

A maior tristeza da nossa realidade hoje é ver muitos cães órfãos de donos vivos, mas as pessoas não entendem o que é a verdadeira responsabilidade de cuidar de um animal de estimação. Por isso, venha saber mais sobre o Adestramento Positivo.

Positivo ou Negativo? Uma decisão fácil de tomar.

Imagine-se viajando de volta para o tempo em que você era uma criança na escola. No primeiro dia de aula, estão encaminhando cada criança para sua nova professora. De um lado, uma professora conhecida por ser dura com as crianças quando fazem algo errado ensinando-as somente por intimidação, de outro lado uma professora conhecida por entender os seus estudantes, que oferece oportunidades para aprender e recompensa seus alunos por comportamentos desejados. Com qual professora você gostaria de ficar? Muito provavelmente com a segunda. Com seu cão não seria diferente.

O Adestramento Positivo

Foto por Zen Chung em Pexels.com

O treinamento baseado em recompensa, também conhecido como reforço positivo, se define em reforçar os comportamentos desejados. De volta ao exemplo da escola, como você se sentiria se cada vez que você fizesse um bom trabalho sua professora lhe desse um lápis de colorir legal? E com uma professora legal dessas, muito provavelmente anos depois, quando tivesse concluído a escola, poderia até sentir saudades. Reforço positivo tem um efeito similar nos cães. Porém, na verdade, não apenas em cães, mamíferos marinhos se beneficiam desse treinamento também!

PETISCOS SAUDÁVEIS ÓTIMOS PARA OFERECER COMO RECOMPENSA!

“Comportamento que é reforçado tende a ser repetido, comportamento que não é reforçado tende a se extinguir”. Assim dizia B. F. Skinner, criador do método no qual fazia experiências colocando ratos famintos dentro de uma gaiola, mas que tinha uma alavanca que, quando os animais batiam nela, acidentalmente liberava a comida. Sendo assim, os ratos começaram a compreender que se batessem na alavanca eles podiam comer.

No adestramento, um exemplo comum de reforço positivo é dar ao seu cão um petisco, bifinho ou algo de seu interesse quando faz uma ação esperada. Isso vai informar ao seu cão “sim, muito bem!” e, como muitos cães gostam de petiscos, os comportamentos estimulados irão se repetir com o tempo. No entanto, esta não é uma regra geral e por isso é importante aprender como empregar o reforço positivo corretamente.

Os comandos do adestramento

A aplicação deste método consiste em três comandos básicos “senta, deita e fica”. Mas devem ser utilizados de forma gradual. Eles agem como uma “configuração” para o cérebro do cão que, consequentemente, aumentará seu auto controle e assim gravará os comandos mais facilmente, além de passar a ter mais saúde mental diminuindo a ansiedade e suas consequências como: vocalização, excesso de lambidas no corpo, coprofagia (nome correto do ato do cachorro comer fezes). Além é claro de tratar diversos outros comportamentos comuns vindos também da hiperatividade.

A empresa de adestramento Tridog, tem o objetivo de trazer o bem estar para seu amiguinho, físico e principalmente mental. A Tridog leva um ditado no seu dia a dia que J.F. Kennedy sempre dizia: “a hora de reforçar o telhado é quando o sol está brilhando”. Por isso a repetição vira uma coisa fundamental para que seu amigo tenha o seu próprio autocontrole.

“Focar no acerto e não no erro”

crede cachorro
Guilherme Bueno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.