Como harmonizar o convívio de crianças pequenas com o seu animal? Entenda mais

Cães e gatos, principalmente os mais dóceis, são ótimas companhias para as crianças. Além de dissiparem energia com o amiguinho canino ou felino, as crianças ainda assumem responsabilidades no seu trato.  A relação sempre dividiu opiniões. Enquanto alguns acham importante que crianças convivam com animais, outras acreditam não ser ideal, por questões de segurança e higiene. Hoje, até mesmo com pesquisas científicas, está provado que o convívio com animais de estimação traz muitos benefícios para as crianças.

Até trabalhos terapêuticos que utilizam animais junto a crianças portadoras de deficiência têm auxiliado na recuperação e servido para desmistificar que pets poderiam trazer algum risco potencial à saúde dos pequenos.

Nesse artigo a zenpet te traz o passo a passo de um convívio harmonioso e feliz que voce pode ter em familia com seu animal e seu filho pequeno.

COMO PROMOVER O CONVÍVIO SEGURO ENTRE CRIANÇAS E PETS?

Sabemos que o contato com o bichinho pode contribuir e muito para o desenvolvimento dos pequenos. Se você concorda e é do time daqueles que amam a casa cheia,  fique atento. Neste artigo vamos compartilhar algumas dicas de como promover o convívio seguro entre crianças e pets.

1) Ensine os pequenos a terem responsabilidades e a respeitarem os bichinhos

Acima de todos os cuidados, você deve explicar para seu filho que um animal de estimação não é um brinquedo. Ele é um ser que precisa de carinho, de cuidados e também de respeito. Insira a criança nas atividades de rotina no cuidado com o animal como a troca da água, a limpeza do espaço e a alimentação do bichinho.

2)Ajude a criança a se aproximar e conviver com o animal

Por natureza as crianças são curiosas e, neste contato com os pets, nada mais comum do que colocarem a mão na boca do animal ou, puxar o rabo do bichinho. Os pequenos não têm muita consciência de suas atitudes. Nestes momentos, o pet pode se sentir ameaçado e reagir de forma agressiva como proteção. Para que as crianças não se machuquem é necessário explicar a elas o jeito certo de se aproximar e interagir com eles.

3) Cuide da saúde do animal

Se você adotou um pet, antes de levá-lo para o convívio com a criança, vá já para o veterinário! Verifique como está a saúde do bichinho. Dependendo dos resultados, o animal pode comprometer a saúde da criança. Como dizem, animais são como filhos, por isso, vale verificar se todas as vacinas estão em dia, se não há sinais, sintomas de alguma doença ou proliferação de pulgas.

4) Preserve o espaço do pet limpo

Assim como organizamos e limpamos nossas casas, a higiene da área reservada ao pet também é fundamental. Manter gaiolas, terrenos, caminhas, brinquedos e vasilhas limpos evita o aparecimento de mosquitos e outros insetos. Os banhos nos animais também são necessários, não somente para manter a limpeza, mas para contribuir com a sua saúde. Envolver as crianças nestes momentos pode ser muito construtivo, estreitando os laços entre eles e os animais e ensinando na prática conceitos como cuidado e responsabilidade.

Quais benefícios essa convivência pode trazer?

O convívio com animais é um estímulo físico e mental, o que pode ajudar a criança a se tornar mais ativa, confiante, sociável e criativa. Para crianças tímidas, o cão pode ser um facilitador social, diminuindo a sua ansiedade e fazendo com que ela fique mais segura. O desenvolvimento de uma relação de cuidado e respeito com os animais desde cedo é muito importante.

O contato com animais pode até reduzir as chances de surgimento de algumas doenças e aumentar a imunidade, tanto em crianças, como em adultos.  Portanto, podemos ver que ter um cão em casa traz só alegrias e benefícios, mas é claro que precisamos ter algumas regras e cuidados, para que o contato com a criança seja seguro e agradável.

Aqui vão algumas regras primordiais:

Regras de Segurança

– Animais apresentam atitudes agressivas por medo ou defesa (território, dono, cria, alimento), portanto estas situações devem ser respeitadas. Mesmo as raças mais mansas costumam atacar nestes casos.

– Não deixe que as crianças se aproximem de animais desconhecidos, nem desafiem ou machuquem os animais.

– Não permita que toquem em animais sem a permissão do proprietário.

– Ensine seu filho a respeitar e conhecer a natureza. Não deixe a criança puxar as orelhas, as patas e o rabo, nem o dedo nos olhos do animal. Não tomar brinquedo que esteja com o cão.

– Os ataques mais graves geralmente acontecem com crianças pequenas e, nessa situação, é grande o risco de mordida na cabeça, na face e no pescoço. Em crianças maiores, as lesões ocorrem habitualmente nos braços e nas pernas.

– As brincadeiras entre crianças e cães devem ser supervisionadas por adultos.

Além dessas regras de seguranças lhe traremos mais beneficios de manter seu pet em convívio com crianças:

Mais benefícios no contato de animais com crianças:

–  Como fazer seu filho ter mais contato com animais?

O simples fato de adotar um cãozinho pode ser ótimo para que o seu filho aprenda a amar os bichinhos. Ter um cão ou gato em casa, pode ser um ótimo estímulo. Porém, pode ser ainda melhor conhecer sempre animais diferentes!

Para alguns, pode ser difícil manter um animal de estimação em casa, mas há outras formas de fazer com que suas crianças estejam em contato com os bichinhos!  Invista em livros, desenhos ou documentários sobre eles.

– Conscientização

É interessante ter uma educação ambiental desde cedo. Uma criança que cresce conhecendo a importância do cuidado com a natureza, tem mais chances de se tornar um adulto consciente e que cuida dos animais! Cuidar do nossa fauna e flora é essencial para vivermos bem!

– Aprendizado

Vai ser bom entender como cada animal se comporta, como se alimentam, como e quando dormem e como gostam de brincar! Esse convívio não será só diversão, mas também, um grande aprendizado!  Mas não somente com animais. Ter contato com as plantas e com a natureza em geral é uma grande jornada de aprendizagem.

– Imunidade

Crianças que vivem afastadas da natureza são mais propensas a ter a imunidade mais baixa. Estar perto de animais, plantas e todo o ambiente natural, podem ser bons para a saúde da criança.

– Aprender a cuidar e amar

É natural que crianças pequenas façam coisas como bater, apertar e jogar coisas. O contato com animais pode estimular a criança a cuidar das coisas que possui.

Uma criança nunca quer machucar um animalzinho, pelo contrário, quer brincar e cuidar! Seu filho apenas fará com um bichinho de pelúcia, o que faz com um bichinho real.

Como melhorar o dia do seu cãozinho também?

Para manter a saúde física e mental dos animais de estimação para crianças, garanta atividades físicas, lazer, conforto e uma excelente alimentação. Em nosso site voce encontra a linha completa para o seu pet desde brinquedos, alimentação e a linha de florais que auxiliam no comportamento emocional e da saúde do seu pet.

Inclua os cães nas brincadeiras com os filhos, pois isso ajudará a aumentar a afinidade entre eles e deixará a convivência mais harmoniosa.

E uma última dica: não compre um bichinho. Adote. Com tantos precisando de um lar em canis espalhados por todos os cantos do Brasil, com certeza vocês encontrarão um que atenderá suas necessidades e se encantarão.

A partir de pequenas atitudes como essas, possibilita-se à criança compreender noções de responsabilidade, autonomia e sentimento de solidariedade, companheirismo e afetividade. E o principal: sua casa terá uma luz diferente, que só um bichinho é capaz de gerar.

Quer mais dicas sobre o mundo animal? Acompanhe com mais atenção o nosso blog e viva sempre bem informado sobre saúde, lazer e o que fazer com seu pet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.