Cachorro sem raça definida, preso atrás de um portão

3 maneiras de ajudar na proteção animal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, infelizmente, mais de 30 milhões de animais vivem abandonados no Brasil. E esse não é o único problema que afeta os bichinhos em nosso país. Aqui, animais ainda são usados em testes laboratoriais e sofrem maus-tratos em processos de produção e atividades de entretenimento. O Brasil não fica muito atrás no ranking de maus tratos à animais.  

Além disso, com o aumento do desmatamento em áreas como a Floresta Amazônica e o Pantanal, milhares de espécies têm perdido seu habitat natural. 

Diante desse cenário, quem ama os bichinhos precisa abraçar a causa da proteção animal e agir para defendê-los. Neste artigo, a Zenpet mostra para você como cooperar na causa de proteção aos animais de forma ativa. Confira!

O que a causa de proteção dos animais defende?

Gato sem raça definida, rajado de cinza, preto e marrom, com olhos verdes, deitado

Quem abraça a causa da proteção animal entende que os animais são seres dotados da capacidade de sentir e, por isso, atua para pôr em prática ações que têm como principal objetivo livrar os animais de qualquer mal e de todo sofrimento físico e psicológico. 

Quais são os principais direitos dos animais? 

Segundo a Declaração Universal dos direitos dos animais:

1 – Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

2 – Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.

3 – Nenhum animal deve ser maltratado.

4 – Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.

5 – O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.

6 – Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.

7 – Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.

8 – A poluição e a destruição do meio ambiente são consideradas crimes contra os animais.

9 – Os direitos dos animais devem ser defendidos por lei.

10 – O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.

3 formas de ajudar a causa de proteção animal

Cachorro sem raça definida, deitado no sofá, com expressão triste

Para você que quer ajudar na proteção animal, nós listamos três maneiras fáceis de ajudar de forma prática essa causa: 

Adote bichinhos de estimação (Não compre!)

Está pensando em ter um novo amigo dentro de casa? Opte sempre por adotar em vez de comprar animais de estimação. 

É parte importante do ativismo pela causa animal reconhecer que esses seres não devem ser tratados como mercadoria. Além disso, há milhões de bichinhos em abrigos ou, pior, abandonados pelas ruas, que precisam de carinho e podem fazer você muito feliz. 

Assine petições online em prol dos animais 

Você com certeza já deve ter recebido o link de alguma petição online, já que estamos em um mundo cada vez mais conectado. Assinar petições e participar de vaquinhas online que tenham como objetivo divulgar, conscientizar ou alterar alguma situação de ameaça, risco ou maus-tratos aos animais é uma ação importante. 

Muitas petições online têm como meta colher assinaturas e entregá-las a órgãos públicos, como o Congresso Nacional, visando ao desenvolvimento de leis para a proteção animal.

Seja voluntário ou ajude financeiramente uma ONG

Muitas pessoas investem suas vidas na defesa dos animais. Manter estes abrigos e ONGs que cuidam de animais gera muitas despesas e trabalho, por isso esses lugares sempre precisam de ajuda. Para cooperar com essas instituições, você pode ser um voluntário e realizar trabalhos de divulgação e de cuidado dos animais, por exemplo. Ou fazer doações de valores que ajudem a manter os espaços e as atividades de proteção aos animais.

E aí, curtiu o conteúdo? 

Então, continue acompanhando o nosso blog e siga a Zenpet nas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.