cachorro idoso sendo acariciado na cabeça

Síndrome da Disfunção Cognitiva: entenda mais sobre o Alzheimer canino

Tutor, você já ouviu falar da Síndrome da Disfunção Cognitiva, ou Alzheimer canino?

A Síndrome da Disfunção Cognitiva é uma doença neurodegenerativa que provoca alterações nas capacidades cognitivas no tecido nervoso dos animais. Essa doença atinge principalmente os animais idosos, não estabelecendo predileção por espécie, raça ou sexo. A manifestação desta doença é muito semelhante à Doença de Alzheimer nos seres humanos.

Por conta dos avanços da medicina veterinária, a expectativa de vida dos bichinhos aumentou, e, desta forma, as doenças que acometem animais idosos têm crescido e estão sendo mais estudadas.

A Síndrome da Disfunção Cognitiva não possui cura, mas é importante que o tutor consiga perceber os primeiros sintomas para amenizar o sofrimento do animal e melhorar a qualidade de vida e bem-estar dele. Por isso, a Zenpet elaborou um artigo completo sobre o Alzheimer canino, confira mais abaixo!

O que é a disfunção cognitiva canina?

Cachorro da raça beagle olhando para cima

A Síndrome da Disfunção Cognitiva é uma doença que acontece no sistema nervoso central e que acomete o cérebro de animais idosos, ou seja, é uma doença neurológica. Ela pode ocorrer em cães e gatos e provoca mudanças comportamentais.

É a partir dos 6 anos de idade que os pets podem desenvolver alterações na estrutura do sistema nervoso. Essas alterações podem ocorrer devido a mudanças progressivas e irreversíveis que ocorrem no cérebro e em outras importantes estruturas que compõem o sistema nervoso.

Desta forma, a partir dos 6 anos os cães já podem começar a demonstrar os primeiros sinais clínicos da doença, e por isso, é muito importante que o tutor fique atento a qualquer mudança comportamental. Quando o tratamento é iniciado precocemente, pode-se amenizar o sofrimento e retardar a evolução da doença.

Sintomas da disfunção cognitiva canina

Humano, fique de olho em qualquer mudança de comportamento que o seu peludo apresente, e, se você perceber algum desses sintomas, entre em contato com o seu veterinário de confiança!

  • Desorientação. Nesses casos o seu pet pode ficar perdido em ambientes que ele já estava acostumado, dificuldade de se orientar em ambientes conhecidos;
  • Xixi e coco fora do local no qual ele já estava acostumado a fazer;
  • Mudanças na forma de interação com os tutores, outros humanos ou animais. O peludo pode ter uma maior irritabilidade, apatia, declínio nas brincadeiras, entre outros.
  • Aumento da ansiedade, que pode ser demonstrado por choro, latidos exagerados ou irritabilidade;
  • Alterações no apetite ou hiporexia;
  • Perda de treinamentos e memórias. O cãozinho pode não responder mais aos comandos que sabia antes, esquecendo comandos, hábitos e tarefas;
  • Alteração no nível de atividades. O peludo pode ou perder o interesse em atividades físicas e entrar em estado de inatividade, ou aumentar o nível de atividade, perambulando ou até mesmo desenvolvendo comportamentos compulsivos, realizando movimentos de forma repetitiva;
  • Alteração nos ciclos de sono e vigília. Neste caso o animal troca os períodos de sono, dormindo demasiadamente durante o dia e passando a noite acordado, quando ele come e faz suas necessidades;
  • Dificuldade de transpor obstáculos.

Aromaterapia para cães Appetite Booster Vetfleur

Aromaterapia para cães Equilíbrio Emocional Vetfleur

Mas tutor, fique atento! O uso de algumas medicações, ou até mesmo outras doenças, podem causar alguns desses sintomas, como alterações comportamentais e mudanças fisiológicas, e isso pode ser confundido com a Síndrome da Disfunção Cognitiva. Por isso é muito importante que um veterinário de confiança seja contatado, para que se possa realizar um diagnóstico preciso.

Prevenção

Embora não se tenha nenhum tratamento prévio que deixe o seu filho de 4 patas imune a essa doença, o estímulo diário do seu pet pode auxiliar na prevenção dessa e de outras doenças. Realizar brincadeiras, atividades físicas, interações com outros animais ou pessoas são de grande importância para um desenvolvimento saudável do seu pet.

O enriquecimento ambiental é uma ótima ferramenta tanto para o tratamento, pois desacelera sua progressão, quanto na prevenção do início dos sintomas da Síndrome da Disfunção Cognitiva. O enriquecimento ambiental propõe fornecer um espaço rico e com estímulos para os cães, no qual eles possam interagir mais. Os resultados do enriquecimento ambiental são comportamentais e físicos.

Brinquedo recheável para cães JamboPet

Como é feito o diagnóstico para a Síndrome da Disfunção Cognitiva?

Cachorro marrom, idoso, deitado e olhando para frente

Se você tem um peludo idoso (ou com mais de 6 anos) em casa e ele começou a apresentar um ou mais sintomas da Disfunção Cognitiva, talvez seja o momento certo de buscar ajuda de um profissional de confiança.

O diagnóstico da doença deve ser feito por um veterinário, que se baseia em algumas questões como a idade do animal, histórico e sinais clínicos da doença. Posteriormente, para que possa ser descartado outras patologias, pode-se realizar outros exames como: bioquímica sérica, hemograma, exames neurológicos, testes hormonais, tomografia computadorizada, ultrassonografia, entre outros. Contudo, tutor, a realização e a definição de necessidade desses exames complementares é uma decisão tomada pelo Médico Veterinário.

Existe tratamento para o Alzheimer canino?

Por ser uma doença complexa e de caráter progressivo e irreversível, a Síndrome da Disfunção Cognitiva não possui cura, contudo alguns tratamentos podem ser realizados para aumentar a qualidade de vida e bem-estar do pet, amenizando seu sofrimento.

São utilizados medicamentos – ansiolíticos, repositores hormonais, receptores de neurotransmissores e facilitadores do fluxo sanguíneo cerebral –, suplementação dietética, enriquecimento ambiental, acupuntura e até mesmo aromaterapia e homeopatia.

Após o diagnóstico da doença, é muito importante que o tutor também tome algumas precauções dentro de casa, como:

  • Procurar perigos existentes na sua casa, como buracos que o cão pode cair, ou locais que ele pode entrar e não conseguir sair;
  • Se conseguir, é importante manter uma rotina com o seu filho de 4 patas. Uma rotina de alimentação saudável, sono e passeio pode ajudar e acalmar o seu peludo;
  • Evite situações estressantes, como deixar o seu cão em um canil ou sob cuidados de alguém com quem ele não está acostumado. A ausência do tutor pode ser um problema também!
  • Atividades físicas, quando não houver razões médicas que impeçam, são essenciais para a saúde física e mental dos pets.

Suplemento alimentar para cães Sênior Nutroplus 500g

Tutor, agora que você já sabe tudo sobre Síndrome da Disfunção Cognitiva Canina, fique por dentro de outros assuntos sobre saúde e bem-estar do seu filho de quatro patas. Assine nossa newsletter e confira nosso blog para ficar por dentro desses assuntos! 

No site da Zenpet você encontra uma seleção de produtos naturais e essenciais para o seu filho de 4 patas, vem conferir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.