Qual a importância de vermifugar cães e gatos?

Tutor, você sabe qual é a importância de vermifugar seus pets?

Ter um bichinho de estimação em casa demanda diversas responsabilidades que vão além de somente garantir alimento, água e caminha. É essencial que o tutor entenda a importância de manter o peludo sempre com a vermifugação em dia, pois esse cuidado está relacionado com a saúde e qualidade de vida deles.

Por que devo vermifugar meus pets?

A vermifugação de cães e gatos deve ser realizada pois preza pela proteção dos animais de estimação das doenças que são causadas por vermes, além de proteger também toda a família de humanos que convivem com eles.

Muitas doenças que estão presentes na vida dos pets podem ser causadas por vermes, e eles podem se alojar nos intestinos, fígado, rim e até mesmo no coração. Os vermes apresentam problemas muito sérios nos peludos, podendo causar vômito, diarreia, anemia, emagrecimento e até mesmo levar o pet à óbito quando não tratado corretamente.

Para que serve o vermífugo?

Os vermífugos têm como função acabar com os helmintos, os tão temidos vermes, que possam estar presentes no organismo do animal. Estes vermes são seres parasitários que se instalam na corrente sanguínea do pet, se alimentando do sangue e de nutrientes do hospedeiro.

Como meu pet pode se contaminar com vermes?

É mais comum que a contaminação dos animais de estimação ocorra durante passeios fora de casa, principalmente quando frequentam locais com muito fluxo de outros animais e que possam estar infestados por ovos e larvas destes vermes que ficam no ambiente.

Qualquer pet que não possui a vermifugação correta está sujeito a contrair uma verminose, principalmente os que:

  • Frequentam locais com grande fluxo de animais, como parque, canis ou creches;
  • Moram ou viajam para região litorânea;
  • Estão com infestação de ectoparasitas – as pulgas e carrapatos (por isso é muito importante manter esses insetos longe do seu peludo);
  • Ingerem as próprias fezes ou as fezes de outros animais (ato conhecido como coprofagia);

Coleira Natural Antipulgas e Carrapatos Bella Goella

A forma de contaminação pode ocorrer tanto por via oral quanto pelo contato direto da pele com ovos e larvas que são depositadas pelas fezes e deixadas no meio ambiente. Caso uma fêmea contaminada esteja amamentando, também pode haver contaminação por meio da placenta e do leite materno. Por isso, é de grande importância que a mãe dos filhotes esteja com o vermífugo em dia!

Spray Repelente Neem Preserva Mundi

Quando realizar a vermifugação?

Embora muitos tutores acreditem que os pets devam ser vermifugados somente quando filhotes, os médicos veterinários orientam que a vermifugação deve ser realizada durante toda a vida do pet. É imprescindível que o tutor converse com o médico veterinário de confiança para determinar quando o pet deve tomar o vermífugo.

De maneira geral, os cães devem receber a primeira dose de vermífugo entre os primeiros 15 e 30 dias de vida. Após isso, ainda durante a fase de amamentação, serão necessárias mais outras 2 doses, com intervalos de 15 dias cada, que visam eliminar os vermes que podem ser ingeridos com o leite materno caso ela esteja infectada. Após esse período, durante toda a sua vida, o recomendado é que a vermifugação seja realizada de 3 em 3 meses. A dose e o tipo de medicamento devem ser definidos pelo veterinário.

Para os felinos, a primeira dose do vermífugo deve ser administrada entre 15 e 30 dias de vida. A segunda dose é aplicada 15 dias após a primeira. Após essa primeira fase, a vermifugação deverá ser feita mensalmente até o sexto mês. Ao completar 6 meses, os felinos devem receber o vermífugo de 3 em 3 meses.

Quais são as verminoses mais comuns nos cães e gatos?

Dentre as doenças que são causadas por vermes nos pets, as mais comuns são:

  • Toxocaríase (Toxocara canis): essa verminose ataca principalmente os animais domésticos, em especial cães e gatos, mas duas espécies do verme podem infectar os seres humanos. Sua contaminação se dá por meio de fezes contaminadas pelos ovos do parasita que são eliminadas pelos animais. Os vermes têm como hospedeiro definitivos cães e gatos, e chegam na fase adulta no lúmen do intestino delgado, o que faz com que, principalmente nos filhotes, a barriga fique inchada e o abdômen distendido.
  • Dirofilariose (Dirofilaria immitis): esse verme é o também conhecido como “verme do coração”, pois fica alojado nesse órgão. A transmissão se dá por meio da picada do mosquito Aedes e Culex, que tenha picado outro hospedeiro infectado anteriormente. O uso de repelentes e vermífugos é de extrema importância, principalmente para cães que vivem ou viajam para regiões litorâneas. Os principais sintomas são dificuldade respiratória, tosse, cansaço, emagrecimento e mucosas arroxeadas.
  • Giardíase (Giardia lamblia): não é exatamente uma verminose, pois é causada por um protozoário, mas é uma doença intestinal. A transmissão ocorre através da eliminação de cistos nas fezes do pet contaminado, e esses cistos são muito resistentes e podem sobreviver por meses nos ambientes. O protozoário, quando ingerido por um pet, se aloja no intestino, causando sinais gastrointestinais como diarreia com muco e odor forte e com sangue, fraqueza, vômito e dor abdominal.

Como saber se meu pet está com alguma verminose?

Percebeu que seu filho de 4 patas está triste, amuado e sem fome? Esses geralmente são os primeiros sintomas que um pet com verme pode apresentar. Contudo, é somente o médico veterinário que será capaz de identificar e fazer um diagnóstico preciso.

Mas, como são os tutores que estão diariamente com os peludos, vamos listar alguns sinais de que o seu pet pode estar com verme: 

  • Diminuição do apetite;
  • Sangue nas fezes;
  • Presença de vermes nas fezes;
  • Mudança na textura das fezes;
  • Perda anormal de peso;
  • Pelagem fraca e opaca;
  • Fraqueza;
  • Abdômen distendido;
  • Vômito;
  • Cachorro com hábito de esfregar o bumbum no chão.

Ao perceber qualquer um destes sinais, leve imediatamente o seu melhor amigo para uma consulta com o médico veterinário de confiança. Alguns destes sintomas podem caracterizar outras doenças além das verminoses, por isso é importante ter o diagnóstico de um especialista.

Outro detalhe importante, tutor: se o seu pet já está eliminando vermes pelas fezes, é porque a infestação já está em nível avançado.

Tutor, para evitar que o seu pet seja contaminado com verminoses, é de extrema importância que o seu filho de 4 patas vá para check ups com um médico veterinário pelo menos uma vez ao ano, para que o profissional possa prescrever um plano de vermifugação certo e eficiente para o seu pet.

Agora que você já está mais por dentro do assunto, acesse o nosso blog e saiba mais sobre saúde e bem-estar de cães e gatos!

No site da Zenpet você encontra uma seleção de produtos naturais e essenciais para o seu filho de 4 patas, vem conferir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.