Gato laranja se coçando na grama

Pulgas e Carrapatos transmitem doenças?

Tutor, você já se pegou questionando se o seu bichinho está em risco com as picadas de pulgas e carrapatos?

Essa dúvida é muito comum entre os tutores, e realmente eles estão. Além da coceira intensa, e incômodo, esses parasitas externos muito comuns podem transmitir doenças para os nossos peludos e para nós, humanos.

E é por isso que nós reforçamos sempre a importância da prevenção e do controle desses parasitas tão indesejados.

Doenças podem ser propagadas por esses pequenos parasitas pois eles se alimentam de sangue, e quando picam os parasitados, podem contaminá-los. Além da transmissão de doenças, o fato desses animais se alimentarem de sangue, podem causar anemia nos pets, que ocorre devido à uma perda excessiva de sangue.

Outro problema comum causado por esses parasitas é a Dermatite, que pode aparecer por conta da coceira excessiva após a picada, ou porque alguns animais são alérgicos à saliva de pulgas e carrapatos. Esse é um problema que traz bastante desconforto ao animal, e pode levar a complicações como queda de pelo, vermelhidão e feridas na pele.

Coleira Repelente Natural Zenpet para Cães e Gatos de todos os tamanhos!

Doenças causadas por pulgas

Verminoses

Quando estão na fase adulta, as pulgas podem carregar em seu organismo larvas de vermes, e, quando carregadas e ingeridas por cães e gatos, ao eclodir destro do trato gastrointestinal, as larvas dão início ao desenvolvimento de tênias que causam perda de peso e diarreia no pet.

Dypilidium caninum é o nome científico dos vermes mais comuns em cães e gatos, e além de afetarem os pets, eles podem afetar os humanos também. Neste caso, os gatos e cães são os hospedeiros definitivos, e o homem é considerado o hospedeiro acidental.

A ingestão das pulgas carregadas de larvas ocorre acidentalmente, geralmente quando o cão ou gato lambe ou mordisca a pele na tentativa de aliviar o prurido causado pela pulga.

Anemia Infecciosa felina ou Micoplasmose

A micoplasmose felina é um tipo de anemia causada por um parasita. A bactéria Mycoplasma haemofelis é transmitida para os gatos pela picada de pulgas infectadas. Dentro do organismo do felino, a bactéria passa a atacar as células vermelhas do sangue, as hemácias.

Essa doença não se manifesta em todos os animais infectados, somente cerca de 50% dos felinos que são diagnosticados com micoplasmose apresentam os sintomas, que são, principalmente: apatia, falta de apetite, fraqueza e febre.

Mesmo com o tratamento da doença, o organismo do felino ainda terá a presença do parasita por tempo indeterminado. Mas com o auxílio de medicamentos, o sistema imunológico do bichano é fortalecido para que ele possa combater a doença sem apresentar sintomas.

Dermatite Alérgica por Picada de Pulgas (DAPP)

Esse é um problema bastante frequente que acomete os cães e gatos. Nestes casos, os animais desenvolvem uma reação alérgica a substâncias presentes na saliva das pulgas.

Os principais sintomas são coceiras com intensidades moderadas e intensas, e por conta disso, lesões podem surgir na pele dos pets. As regiões mais afetadas são cauda, região anal, dorso, coxas, abdômen e pescoço.

Um perigo que pode suceder das coceiras provocadas pela alergia são as infecções, ocasionadas por bactérias oportunistas que se instalam na pele inflamada e lesionada do animal.

Para a o tratamento de animais com DAPP, é muito importante realizar dois processos essenciais: controle e prevenção. É necessário eliminar as pulgas presentes no animal e no ambiente em que ele vive. Os animais diagnosticados com DAPP devem permanecer constantemente protegidos de reinfestações.

Doenças causadas por carrapatos

Erliquiose

A Erliquiose, também conhecida como doença do carrapato, é uma doença muito perigosa para os pets, pois leva à destruição das células sanguíneas, impactando no sistema imunológico e na capacidade de cicatrização do organismo do animal, causando inúmeras outras complicações.

Os sintomas da doença podem variar de acordo com a gravidade da infecção, a resposta do organismo e a espécie da bactéria envolvida. Após a infecção, a doença tem um período de incubação de 7 a 21 dias, e nesses dias a bactéria se multiplica e o organismo do animal tenta combatê-la.

Os principais sintomas da doença, em sua fase adulta, são:

  • Febre;
  • Manchas avermelhadas na pele;
  • Fraqueza;
  • Falta de apetite;
  • Chance de sangramentos na urina e pelas narinas;
  • Possibilidade de alterações oculares e neurológicas.

Uma boa notícia é que: a erliquiose canina tem cura, mas é muito importante que o médico veterinário consiga chegar ao diagnóstico correto da doença o mais rápido possível.

Anaplasmose

A Anasplamose canina é causada por uma bactéria que infectam os animais através de carrapatos contaminados. É durante a alimentação do carrapato e sua fixação no animal que o contágio pode ocorrer.

São dois os tipos de espécies de anaplasma que podem causar anaplasmose nos cães:

  • Anaplasma phagocytophilum, que causa o que chamamos de anaplasmose canina ou anaplasmose granulocítica canina.
  • Anaplasma platys, responsável pela anaplasmose trombocítica ou trombocitopenia cíclica infecciosa.

Muitos são os sintomas da anaplasmose canina, o que acaba dificultando o diagnóstico, dentre eles se encontram:

  • Vomitos;
  • Diarreias;
  • Febre;
  • Letargia;
  • Anorexia;
  • Dor articular;
  • Depressão;
  • Convulsões;
  • Diminuição do número de plaquetas;
  • Tosse;
  • Edemas;
  • Entre outros.

A anaplasmose canina tem cura, e é baseada no uso de antibióticos e medicamentos para reduzir os sintomas.

Doença de Lyme

A Doença de Lyme, ou borreliose canina, é causada por uma bactéria chamada Borrelia burgdorfen, e é transmitida pela picada de um carrapato contaminado com o parasita. Além de causar severos danos ao cão, é uma zoonose que pode contaminar seres humanos, equinos e bovinos através do contato com o carrapato.

Os principais sintomas da doença nos cães são:

  • febre;
  • vômitos;
  • dores musculares;
  • inflamação das articulações;
  • sonolência excessiva;
  • apatia;
  • falta de apetite;
  • perda de peso;
  • sede;
  • dor abdominal;
  • anorexia;
  • maior vontade de urinar.

O diagnóstico é realizado por um médico veterinário e quanto mais rápido for realizado, maior é a chance do cachorro se recuperar rápido e sem complicações.

Importância do controle de pulgas e carrapatos!

Tutor, é por conta dessas e de outras doenças que é de extrema importância manter as pulgas e os carrapatos longe do seu bichinho! Além de deixá-los longe do incômodo provocado pelas suas picadas, também diminui o risco de contágio de algumas doenças que colocam a saúde do pet em risco.

Multiuso Neem Pet para a limpeza da casa!

Por isso, é essencial manter o ambiente sempre limpo e seguro, além de usar produtos que repelem esses insetos do seu pet!

Acesse o site da Zenpet Brasil e confira produtos incríveis para te auxiliar nessa tarefa. E se quiser saber mais dicas e conteúdos sobre saúde e bem-estar animal, acesse o Blog da Zenpet!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.